BLOG

ENDOMETRIOSE E INFERTILIDADE: QUAL É A RELAÇÃO?

ENDOMETRIOSE E INFERTILIDADE: QUAL É A RELAÇÃO?

A endometriose é uma doença silenciosa e que acomete entre 10% e 15% das brasileiras em idade fértil. A medicina ainda não conseguiu desvendar totalmente quais são os fatores que relacionam a endometriose com a dificuldade de engravidar.

No entanto, sabe-se que a doença afeta o aparelho reprodutor de diversas maneiras, podendo estar associada à infertilidade.

Em pacientes inférteis, estima-se que, aproximadamente, 50% tenham endometriose. Mas, apesar disso, os avanços na medicina podem ajudar a eliminar a doença e reverter o quadro de infertilidade.

Continue a leitura e saiba mais sobre a endometriose e sua ligação com a infertilidade feminina.

O que é endometriose?

A endometriose é uma doença caracterizada pela presença do endométrio (tecido que reveste o interior do útero) fora da cavidade uterina, ou seja, em outros órgãos da pelve, como trompas, ovários, intestinos e bexiga.

A doença acomete mulheres a partir da primeira menstruação e pode se estender até a última. Um dos seus principais sintomas são as fortes dores durante o período menstrual, além da dificuldade para ter filhos.

Como a endometriose pode causar infertilidade?

Mulheres com endometriose têm mais dificuldade para engravidar, principalmente, quando os ovários e as tubas uterinas estão comprometidos.  Alguns dos fatores que também estão atrelados ao problema e afetam a fertilidade são:

– Aspecto imunológico: no caso da endometriose, o sistema imune identifica o endométrio fora do lugar como um corpo estranho e o ataca, causando inflamação. Infelizmente, isso faz com que as chances de implantação de um embrião diminuam consideravelmente.

– Alterações anatômicas e fisiológicas: como o funcionamento das trompas e a maturação dos óvulos ficam prejudicados, pode ocorrer uma alteração na receptividade do endométrio para o embrião.

Qual é o tratamento indicado?

Nos casos de endometriose leve ou moderada, o tratamento mais recomendado é o clínico. Caso o objetivo seja apenas melhorar a dor, o tratamento pode ser por meio de remédios ou cirurgia.

Já no caso de quem planeja engravidar, os remédios não são indicados, pois agem como anticoncepcionais. Por isso, a opção mais comum é recorrer a algum método de reprodução assistida, como a fertilização in vitro, por exemplo.

Atualmente, com a tecnologia e os meios de diagnóstico e tratamentos existentes, é possível tratar a doença e reverter o quadro de infertilidade. Sendo assim, procure um médico especialista para elaborar um diagnóstico preciso e planejar o tratamento mais adequado para o seu caso.

Entre em contato (31) 3487-6363 Segunda a Sexta: 08hs às 18hs
marque sua consulta via whatsapp (31) 98468-3749 Segunda a Sexta: 08hs às 18hs
ONDE ESTAMOS Avenida do Contorno, 4.461,
Funcionários - Belo Horizonte.