BLOG

CONGELAMENTO DE ÓVULOS: COMO FUNCIONA?

CONGELAMENTO DE ÓVULOS: COMO FUNCIONA?

Com foco em ter sucesso profissional e estabilidade financeira antes de constituir uma família com filhos, muitas mulheres que desejam ser mães têm postergado esse momento para depois dos 35 ano, 40 anos.

Porém, do ponto de vista biológico, uma concepção natural nessa idade é mais complicada, devido, principalmente, a diminuição da reserva ovariana da mulher. Por isso, cada vez mais, o congelamento de óvulos é procurado. 

O procedimento, que também é indicado para quem precisou retirar os ovários por conta de alguma doença, pode auxiliar mulheres que queiram preservar a fertilidade ou minimizar/evitar os riscos de uma gravidez tardia. O mais indicado é recorrer ao congelamento antes dos 35 anos, quando as chances de gravidez são maiores, mas também pode ser feito até os 37 anos com bons resultados. 

Quer saber mais sobre congelamento de óvulos? Continue a leitura e conheça cada etapa do procedimento.

1)  O preparo

O primeiro passo é a realização de exames para constatar doenças que possam comprometer a qualidade dos óvulos. Depois, para estimular uma maior produção de gametas femininos maduros, a paciente aplica injeções hormonais, por uma ou duas semanas. A evolução é acompanhada por ultrassom para definir a melhor data de coleta dos óvulos.

2) A extração

Definida a data de coleta, a extração é feita no centro cirúrgico, com sedação, e pode durar de 15 a 30 minutos. Utiliza-se uma espécie de agulha acoplada a um aparelho de ultrassom transvaginal para retirar os folículos dos dois ovários.

3) O congelamento

Depois de retirados os óvulos de dentro dos folículos, eles permanecem por aproximadamente duas horas em laboratório para maturação. Só depois são mergulhados em uma substância que irá protegê-los da formação de cristais. Começa, então, o processo chamado de vitrificação: os óvulos são colocados em nitrogênio líquido, reduzindo a temperatura para 196 graus negativos rapidamente.

4) O descongelamento

Quando a mulher decide gerar um bebê, seus óvulos são retirados do nitrogênio líquido, onde podem ficar por tempo indeterminado. A partir daí, eles são preparados para a FIV, a fertilização feita em laboratório.

5) A fertilização

Os óvulos são retirados e fecundados com o espermatozoide do parceiro, em laboratório (in vitro). Após o período de desenvolvimento, os embriões são transferidos para o útero. A quantidade de óvulos a serem implantados no útero depende da idade da mãe e é determinada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM): até 35 anos, dois óvulos, de 35 aos 39 anos, três embriões, a partir dos 40 anos, quatro embriões.

Vale lembrar que o sucesso do procedimento está diretamente ligado a idade em que os óvulos foram extraídos. Como dissemos no começo deste conteúdo, o ideal é congelar os óvulos até os 35 anos.

Pronto! Agora você já sabe como o congelamento de óvulos pode ajudar no planejamento familiar, garantindo mais tempo às mulheres para engravidar com saúde e segurança. Gostou de saber mais sobre esse assunto? Então continue sua leitura no blog e aprofunde-se ainda mais no tema. 

Entre em contato (31) 3487-6363 Segunda a Sexta: 08hs às 18hs
marque sua consulta via whatsapp (31) 98468-3749 Segunda a Sexta: 08hs às 18hs
ONDE ESTAMOS Rua Pouso Alegre, 2.111 - Horto
Belo Horizonte